Portal de informações para você ser mais feliz!
Nas cinco áreas essenciais de sua vida!

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player


:: >> Jornal on-line

Alimentos, chás, ervas e vida moderna
Não é novidade para ninguém que frutas, verduras, legumes, chás e carnes magras fazem bem à saúde. Mas, alguns alimentos e ervas têm se destacado, especificamente, pelo seu poder em prevenir e tratar doenças. O famoso filósofo grego, Hipócrates, já dizia: "Faça do teu alimento o teu medicamento”. A frase ganhou uma adaptação da nutricionista Cynthia Antonaccio aos tempos modernos, para "faça do teu alimento a tua prevenção”.

Todo nosso organismo se abastece daquilo que colocamos dentro dele. O fígado filtra as impurezas, mas tudo tem um limite! Cynthia explica que "o fígado também fica sobrecarregado, e como conseqüência todos os nossos órgãos sentem. A alimentação deve ser adequada, como prevenção de males e coadjuvante no tratamento”. É isso que a Sociedade Brasileira de Alimentos Funcionais (SBAF), presidida pela nutricionista Jocelem Salgado, está incumbida de fazer: aumentar os estudos sobre os benefícios dos alimentos à saúde do organismo.

Os benfeitores

Atualmente muito se fala em alimentos funcionais, probióticos, prebióticos, chás e ervas. Esse é o assunto do momento.

Os alimentos probióticos são uma classe de microorganismos que fazem bem aos seres humanos, prevenindo cânceres e aumentando a imunidade. Onde encontrá-los? Eles estão presentes em alguns iogurtes e leites fermentados. Já os prebióticos são as substâncias que alimentam esses microorganismos. Uma dupla de futuro!

Os chás e as ervas são os promissores no que diz respeito à prevenção, longevidade e sintomas da vida moderna. Segundo a nutricionista e fitoterapeuta Vanderli Marchiori, os chás e ervas são grandes aliados, mas alguns detalhes devem ser rigorosamente seguidos: o modo de fazer o chá, o que usar de cada erva, o tempo de utilização, a quantidade, enfim, nada de sair abusando e ingerindo sem prescrição. Vanderli ressalta que "os únicos chás que podem ser consumidos sem orientação especializada são os de erva-doce, erva-cidreira, gengibre, camomila e macela. Os outros podem causar problemas hepáticos ou renais, dependendo do volume e freqüência do consumo”.

Os alimentos funcionais são assim chamados por serem alimentos que produzem benefícios específicos, ou por conterem níveis significantes de componentes biologicamente ativos para melhoria da saúde. Vejamos agora, alguns desses alimentos e suas propriedades terapêuticas.

Depressão e estresse

Nos tempos de escola aprendemos sobre os neurônios e as bainhas de mielina que os envolvem. Na depressão já foi comprovado que esta bainha de mielina está retalhada, piorando as sinapses (ligações entre os neurônios) e, isso acontece quando temos falta de selênio e zinco no organismo. Para melhorar o quadro, Vanderli recomenda: "inclua na dieta alimentos amarelos (abóbora, pêssego, milho, melão, cenoura, banana e mexerica) por causa da vitamina A. Já os verdes escuros (escarola, chicória, serralha, agrião e rúcula) também são importantes por causa do ácido fólico e do princípio amargo para estímulo hepático”. Assim estimula-se o fígado e liberam-se as toxinas depositadas. Além disso, "precisamos consumir diariamente banana e iogurte, de preferência sem corantes; 30 gramas de chocolate meio amargo ou três castanhas do Pará, no meio ou fim de tarde”.

Receita para o seu bem-estar

De acordo com Vanderli, para se obter bem-estar, todas as manhãs deve-se bater uma vitamina com leite de soja, uma fruta, uma colher de sobremesa de linhaça, uma colher de sobremesa de farelo de arroz e uma de farelo de aveia. Não consuma bebidas alcoólicas, frituras, creme de leite e maionese neste período.

No caso do stress, ele pode ser físico, mental ou ambos. Eles estão muito associados aos chamados "ladrões de energia”, que são: fumo, sal, carboidratos refinados (em especial o açúcar e a farinha branca), mau-humor e insônia. O desequilíbrio orgânico por causa de algum desses alimentos, associados ou isolados, causam danos ao corpo, debilitando-o.
Fonte da notícia: Sentirbem.uol
Data da publicação: 22/07/2011
Comentários











































Faça um comentário