Portal de informações para você ser mais feliz!
Nas cinco áreas essenciais de sua vida!

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player


:: >> Jornal on-line

Dicas para se dar bem com as liquidações de inverno

SÃO PAULO – Com as mudanças de estação durante o ano, mudam também as roupas e os acessórios expostos nas lojas. Mas antes das novidades ocuparem lugar de destaque nas vitrines, são colocadas faixas, adesivos e as mais variadas ferramentas para chamar a atenção dos consumidores: é o momento das liquidações.

Um desses momentos é justamente agora, no mês de julho, quando os estabelecimentos reduzem os preços dos produtos da coleção outono/inverno que não foram vendidos. Diante disso, o Procon-SP preparou algumas dicas para que o consumidor aproveite as oportunidades e não tenha dores de cabeça futuras.

Evite comprar por impulso
Antes de correr para shoppings e centros de compras para comprar com desconto, verifique antecipadamente as promoções através de folhetos publicitários, encartes e outros. Dessa forma, a pessoa define previamente o que precisa adquirir e evita comprar por impulso.

Oferta divulgada é oferta cumprida!
O Procon-SP ainda lembra que o Código de Defesa do Consumidor estabelece que toda oferta de produtos obriga o fornecedor que veiculou a cumpri-la. Assim, se alguma empresa negar o que prometeu, é possível reclamar, desde que a pessoa tenha em mãos o material publicitário para comprovar o anúncio.

Defeito no produto?
No caso de itens vendidos com pequenos defeitos, como roupas com manchas ou descosturadas, a entidade orienta que o consumidor exija que a loja coloque na nota fiscal, no recibo ou no pedido todos os problemas encontrados na mercadoria, detalhando-os.

Troca de peças
Vale lembrar que os fornecedores não são obrigados pelo Código de Defesa do Consumidor a trocar os produtos por motivo de cor, tamanho ou gosto. Entretanto, a loja deverá realizar a troca caso tenha prometido por escrito, por exemplo, em etiquetas ou na nota fiscal.

Forma de pagamento
Primeiramente, questione quais são as opções de pagamento oferecidas pela loja, a fim de compará-las com as suas possibilidades financeiras. Assim, veja algumas possibilidades:

  • Lembre-se de que para valores pagos à vista existe a possibilidade de negociar um desconto;
  • Em pagamentos efetuados com cartão, saiba que o preço não deve jamais sofrer alteração entre crédito ou débito;
  • Ao usar cheque prá-datado, não deixe de emiti-los nominais à loja, anotando no verso o dia combinado para o depósito. Também exija que essa informação conste na nota fiscal.
Fonte da notícia: Economia.uol
Data da publicação: 22/07/2011
Comentários

































Faça um comentário